aculdade FATECH

Regulamento das Atividades Complementares

No intuito de atender e efetivar as recomendações das Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Teologia, bacharelado e garantir tanto o oferecimento regular das atividades, bem como o acompanhamento e cumprimento destas, a Faculdade de Teologia e Ciências Humanas, Núcleo de Atividades Complementares, regido pela RESOLUÇÃO Nº 004, de 16 de agosto de 2005, do Conselho Acadêmico Superior, que estabelece o regulamento de funcionamento das Atividades Complementares de Graduação.

            As Atividades Complementares de Graduação caracterizam-se por uma gama variada de atividades, de livre escolha do aluno, a serem ofertadas por iniciativa da Instituição ou por solicitação dos interessados, envolvendo atividades de pesquisa, sob a forma de iniciação científica, atividades de extensão em suas formas variadas de cursos de atualização e aperfeiçoamento e projetos de consultoria e de ação comunitária, atividades de monitoria e disciplinas em outros cursos da Instituição, bem como, cursos e eventos acadêmicos em outras instituições.

            O controle das horas de Atividades Complementares do Curso de Teologia da FATECH é realizado a partir do programa eletrônico AIX Sistemas, onde são computados além da carga horária, o tipo de atividade, a entidade promotora, ficando os dados disponíveis ao corpo discente e demais órgãos da Instituição. Além do registro eletrônico, esta IES mantém arquivos físicos com cópias de certificados de conclusão de atividades complementares dos discentes, sendo tal necessário para averiguações futuras da coordenação, órgãos externos, do próprio discente, além de ficha de registro individual, contendo os mesmos dados das informações mantidas por meio eletrônico.

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Estabelece critérios para cumprimento pelo corpo discente da carga horária mínima de 200 horas em atividades complementares

CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Art. 1º. A obtenção do diploma, além das disciplinas obrigatórias que integram o currículo, tem como requisito a integralização de, pelo menos, 108 horas em atividades complementares.

CAPÍTULO II  -  DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Art. 2º. São consideradas atividades complementares:
- projetos e programas de pesquisa,
- atividades em programas e projetos de extensão,
- eventos técnico?científicos, (seminários, simpósios, conferências, congressos, jornadas e outros da natureza),
- monitorias em disciplinas do curso,
- assistência a defesa de monografias, dissertações e teses,
- participação discente em órgãos de representação colegiada,
- participação em disciplinas não integrantes do currículo do curso.

Art. 3º A atividade de pesquisa envolve:

- a realização de trabalho de pesquisa, sob orientação de docente do curso ou de outro curso, desde que aprovado pela direção do curso,

- trabalhos publicados em periódicos científicos, participação, como expositor ou debatedor em evento científico,

- participação em trabalho de pesquisa.

Art. 4º São consideradas atividades de extensão, as que deverão buscar a integração com o ensino e a pesquisa, todas aquelas desenvolvidas com a participação da comunidade não?acadêmica.

Art. 5º Os eventos técnico?científicos a que se refere o inciso III são considerados válidos quando:
- promovidos pelo próprio curso ou por ele apoiados,

- aprovados pelo Coordenador de curso, no caso de serem promovidas por outras instituições.

Art. 6º A monitoria compreende o exercício de atividades junto a docente responsável por disciplina ou atividade do currículo do curso e tem com objetivo fomentar vocações acadêmicas e estreitar a cooperação no ensino/aprendizagem entre professores e alunos.

Art. 7º A participação discente em órgão colegiado será considerada atividade complementar, quando se tratar de representação oficial e não poderá exceder a carga horária máxima fixada.

Art. 8º A assistência a defesas de monografias, dissertações e teses será, preferencialmente, associada, pelo professor, a tema de disciplina cursada, mas poderá ser livremente assistida pelo discente, quando se tratar de assunto do seu interesse.

Art. 9º O aproveitamento de disciplinas que não integram o currículo do curso dar?se?á mediante a matrícula e freqüência com aproveitamento em qualquer das disciplinas oferecidas por outros cursos superiores da Faculdade e de livre escolha do aluno, obedecidos aos pré-requisitos.

Art. 10º A carga horária total das atividades complementares corresponde a 200 horas e deverá obedecer aos seguintes limites por atividade, de forma a estimular a pluralidade:
 

Matriz do Curso de Integralização Créditos (convalidação) do Curso Livre de Bacharel em Teologia
Período de1 ano

ESPÉCIE DE ATIVIDADES

C/H TOTAL

Projetos e programas de pesquisa

Até 60 horas

Monitorias

Até 30 horas

Projetos e Programas de extensão

Até 30 horas

Eventos técnico-científicos

Até 60 horas

Disciplinas de outros cursos

Até 72 horas

Assistência a defesa de monografias e dissertações

Até 45 horas

Participação discente em órgão colegiado

Até 35 horas

Parágrafo único. O Aluno deverá ter experiência em, no mínimo, duas espécies de atividades complementares.

Art. 11 As atividades complementares deverão ser desenvolvidas ao longo de todo o curso, de forma desdobrada.

Art. 12 Todas as atividades devem ser comprovadas pelo aluno ao Coordenador do Curso através de formulário adequado.

Art. 13 O Coordenador do Curso encaminhará à Secretaria Geral as comprovações das atividades de que trata este artigo para efeito de registro no histórico escolar.

Art. 14 O Coordenador do Curso poderá baixar normas complementares para cada tipo de atividade, especificando a exigência de certificados de freqüência e participação, notas obtidas, carga horária cumprida, relatório de desempenho, relatórios individuais circunstanciados que possibilitem o acompanhamento do percurso curricular do discente.

CAPÍTULO III – DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 15 Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Coordenação de Curso, ouvido o Diretor Acadêmico da Faculdade.

Art. 16 Este regulamento entra em vigor na data após sua aprovação e divulgação pela Coordenação.

 

Deixe Seu Comentário