Regulamento da Monitoria

Capítulo I – Dos Objetivos

Art. 1°. São objetivos da Monitoria:

I – Oferecer ao acadêmico a oportunidade de desempenhar sua formação adquirindo no decorrer da graduação junto ao processo de ensino e todas as atividades que envolvam desempenhar seus conhecimentos na academia;

II – assegurar cooperação didática ao corpo docente e discente nas funções junto a faculdade.
 

Art. 2°. Cabe ao Monitor auxiliar o corpo docente nas seguintes atividades:

I – Atividades didático-cintíficas, apoio na preparação de aulas e trabalhos didáticos, assim como atendimento a acadêmicos;

II – atividade de pesquisa e extensão;

Parágrafo único. Cabe ao Monitor auxiliar o corpo discente, sob a supervisão docente, na orientação em trabalhos de prática, biblioteca, de campo e outros compatíveis com seu grau de conhecimento e experiência.

Art. 3°. É tarefa do Monitor auxiliar os acadêmicos na compreensão, orientação ou fiscalização de atividades atribuídas pelo professor na ausência deste.

Art. 4°. É vedado ao Monitor ministrar aulas sem acompanhamento do professor da disciplina.

 Capítulo II – Do Processo seletivo

Art. 5°. A seleção dos candidatos ás vagas de Monitoria obedece aos seguintes critérios:

I – só poderá inscrever-se para o processo de seleção, o acadêmico que comprove nota de aprovação na disciplina em que pretende atuar;

II – a inscrição será realizada segundo edital publicado;

III – o processo de seleção será organizado e aplicado por uma comissão composta de, no mínimo três professores, designada pelo Diretor Acadêmico;

Parágrafo único. Cabe ao Diretor Acadêmico, ou correspondente, homologar a classificação indicada pela comissão.
 

 Capítulo III – Do Processo seletivo

Art. 6°. Ao trabalho de monitoria não caberá qualquer vínculo empregatício.

§ 1°. O monitor exercerá suas atividades sob orientação de professor responsável pela disciplina ou atividade.

§ 2°. O horário das atividades do Monitor não pode prejudicar as atividades discentes.

§ 3°. Às atividades de Monitoria cabe o reconhecimento enquanto cumprimento de atividades complementares, conforme recomendado pela Coordenação do Curso.
 

 Capítulo IV – Da competência da coordenação

Art. 7°. Compete à Coordenação de curso:

I – recrutar e selecionar monitores, obedecidas ás normas fixadas pelo edital;

II – aprovar os planos de trabalho dos monitores, laborados pelos professores orientadores;

III – supervisionar o desempenho dos monitores e promover sua avaliação, ao final de cada período letivo;

IV – controlar e encaminhar a freqüência dos monitores ao setor competente;

V – promover a substituição dos monitores que deixarem o programa;

VI – expedir e registrar o Certificado de Monitoria aos que integralizarem, no mínimo, um período de efetivo trabalho;

 

 Capítulo VI – Disposições gerais

Art. 8°. A monitoria tem a duração de um período letivo, podendo ser renovada.

Art. 9°. Este regulamento entrará em vigor na presente data, revogadas as disposições

em contrário.

 

 

Cristina Kelly da Silva Pereira

Diretora acadêmica - FATECH