aculdade FATECH

Regimento do Programa de Iniciação de Pesquisa e Extensão

DEFINIÇÃO DO PROGRAMA

 

Art. 1º. O Programa de Iniciação à Pesquisa e Extensão (PROIPEX) é destinado à captação de projetos de pesquisa e extensão patrocinados por grupos de professores e alunos da graduação e pós-graduação.

Parágrafo Único. A pesquisa é entendida, no âmbito do Programa, como as atividades relativas ao uso de métodos e técnicas do trabalho científico, a partir da análise crítica e sistemática da realidade, particularmente, relacionadas à educação e à teologia, conforme as experiências dos cursos de graduação e pós-graduação oferecidos pela Faculdade FATECH. Nesse sentido, as áreas de concentração de interesse do PROIPEX são:

I - Ensino Superior, com ênfase em:
a) Métodos de Ensino-Aprendizagem;
b) em Gestão do Ensino, Pesquisa e Extensão;
c) em Políticas Públicas; e
d) em Currículos e Programas;

II - Educação Básica, com ênfase em:
a) Gestão, Supervisão e Orientação Educacional; e em
b) Ensino Religioso;

III - Religião e Religiosidades, com ênfase em:
a) Teologia; e
b) em Ensino Religioso.



OBJETIVO GERAL


Art. 2º. Desenvolver a pesquisa e a extensão como áreas de atividades permanentes da Faculdade, a partir de projetos de aprofundamento de conhecimentos, experiências e engajamento entre alunos e professores, fomentando a constituição de grupos de trabalhos e pesquisas e a inserção regional da faculdade a partir de suas práticas.
 

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Art. 3º. Os objetivos específicos consistem em:

I - Apoiar e estimular a formação de grupos de pesquisas envolvendo professores e alunos;
II - Fomentar a produção de trabalhos científicos de excelentes padrões de qualidade, publicáveis nas mais diversas revistas credenciadas pela CAPES;
III - Incentivar o envolvimento dos graduandos e pós-graduandos nas práticas de pesquisa pura e aplicada, e de extensão, proporcionando o aprofundamento teórico e prático dos componentes do currículo dos diversos cursos de graduação e pós-graduação da Faculdade;
IV - Proporcionar momentos de inserção comunitária dos professores e alunos, a partir de projetos de extensão que venham a se refletir na comunidade onde a Faculdade está inserida.

 

DA ADMINISTRAÇÃO, MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO

 

Art. 4º. O PROIPEX será administrado pelo Diretor do Departamento de Pesquisa e Extensão (DPEX), assessorado por 02 (dois) professores-conselheiros, e supervisionado pelo Coordenador do Centro de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão Prof. Paulo Roberto Moraes de Mendonça (CPPEX).
Parágrafo Único. O cargo de Diretor do DPEX será ocupado por professores do Colegiado de Pós-graduação, e será ato de livre nomeação e exoneração do Diretor Geral da Faculdade FATECH.

Art. 5º. O Monitoramento e Avaliação das atividades do PROIPEX serão feitos pelo Coordenador do CPPEX, a partir da entrega de relatórios bimestrais ou trimestrais, conforme modelos e formulários próprios; sendo o respectivo parecer encaminhado ao Coordenador do CPPEX para a devida ciência e homologação.

Art. 6º. Da avaliação resultará aprovação, com ou sem recomendações, ou o cancelamento do apoio material e financeiro ao projeto.



DO APOIO MATERIAL E FINANCEIRO

 

Art. 7º. O apoio material aos projetos aprovados, conforme os planos de trabalho submetidos, consistirá na viabilização de infra-estrutura para orientação e treinamento dos graduandos e pós-graduandos envolvidos nos grupos; acesso a biblioteca e a internet, cota para impressão e fotocópia, bem como uso/acesso e disponibilização de equipamentos necessários a execução da pesquisa, conforme a disponibilidade da Faculdade.

Art. 8º. O apoio financeiro aos alunos envolvidos será feito através da concessão de bolsas parciais ou integrais de estudos e/ou auxílio-transporte para o desenvolvimento das atividades, dentre outras, assentadas pelo Coordenador do CPPEX, com o devido assentimento do Diretor Geral da faculdade FATECH.

Parágrafo Primeiro. O apoio financeiro aos professores-pesquisadores consistirá no aumento do valor de sua hora-aula, ajuda financeira para aquisição de livros para a sua pesquisa e outras bonificações, conforme deliberações da Direção Acadêmica, através de instrumento próprio.

Parágrafo Segundo. Os livros adquiridos para os grupos de pesquisa ficarão em posse dos mesmos até a finalização dos projetos sendo, após isso, incorporado ao acervo bibliográfico da instituição.
 

DA RESPONSABILIDADE PELOS PROJETOS

Art. 9º. O professor-orientador, líder ou membro do grupo, será responsabilizado direta e indiretamente pelos danos materiais ou imateriais causados por si mesmo ou por seus orientandos, cabendo-lhe providenciar o respectivo ressarcimento a Faculdade.

Parágrafo Único. Entender-se-á por dano material aquele referente aos equipamentos, aparelhos, utensílios, instalações e estrutura física. Por dano imaterial entender-se-á como todo resultado que prejudicar a imagem (ou o nome) da Instituição junto aos poderes públicos e a sociedade.
 

DOS PROJETOS DE PESQUISA E PLANOS DE TRABALHO

 

Art. 10. Para cada projeto de pesquisa aprovado pelo DPEX serão aceitos, no máximo, 02 (dois) planos de trabalho desde que contemplados no respectivo projeto, e enquanto à pesquisa não for concluída.

Parágrafo Único. O Diretor do DPEX publicará edital próprio informando os elementos constitutivos dos projetos de pesquisa e dos planos de trabalho.

 

DA AVALIAÇÃO FINAL DOS PROJETOS DE PESQUISA

 

Art. 11. O DPEX espera que ao final da execução dos planos de trabalhos dos projetos de pesquisa o referido trabalho produzido seja revertido em um artigo e publicado em uma das revistas credenciadas pela CAPES, sendo essa uma condição necessária para que outros projetos do referido Professor-pesquisador sejam financiados pela Faculdade.

Parágrafo Primeiro. Os trabalhos resultantes dos projetos de pesquisa e submetidos para publicação devem indicar que os autores integram grupos de pesquisa do Departamento de Pesquisa e Extensão do Centro de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão Prof. Paulo Roberto Moraes de Mendonça, da Faculdade de Teologia e Ciências Humanas; bem como o fato de terem sido patrocinados pela mesma.

Parágrafo Segundo. Cumpre ao professor-pesquisador, líder do grupo de pesquisa, remeter ofício ao DPEX informando que o referido trabalho foi publicado, informando o Qualis da revista e anexando o respectivo comprovante de aceite.

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

Art. 12. A captação dos projetos de extensão obedecerá às diretrizes de edital próprio onde se indicará a natureza dos projetos que a instituição terá interesse em financiar, bem como as condições necessárias.

Art. 13. O Diretor do DPEX publicará edital para captação dos projetos de pesquisa de grupos, informando todas as condições para o credenciamento.

Art. 14. Os atos infracionais serão apurados e avaliados conforme o Regimento Interno da faculdade. Entender-se-á como atos infracionais os deveres previstos no Regimento citado anteriormente, ou em outro que seja conexo, ou em Resoluções do CPPEX/DPEX.

Art. 15. O presente Regimento entra em vigor após aprovação e homologação pelo Diretor Geral da FATECH.
.

Macapá/Amapá, 17 de abril de 2015

 


Jorge Maurício da Silva Brito
Coordenador do CPPEX

» Faça Download do Arquivo em PDF «

Deixe Seu Comentário